domingo, 24 de março de 2013

a privatização da telefonia no Brasil

       Anteriormente, eu já havia feito um post mostrando como os serviços oferecidos pelo governo são de péssima qualidade e com preços absurdos causado pelo monopólio estatal; e em sentido diametralmente oposto mostrei como a privatização é mais eficiente ao oferecer serviços melhores e mais baratos devido a necessidade que as empresas tem de atrair clientes para conseguir seu desejado lucro. Vamos agora, resumidamente, mostrar a história da telefonia no Brasil.
      Antes, com o monopólio governamental, praticamente a população inteira só tinha acesso aos orelhões de ficha! Exatamente. Se o cidadão quisesse telefonar, teria que comprar fichas e procurar o telefone público mais próximo(se existisse algum funcionando), popularmente chamado de orelhão. Imagine a situação de alguém precisando ligar para ambulância de noite para obter serviço de saude de emergência! Ter telefone fixo era coisa de rico: cerca de 3 mil reais. E ainda demorava meses ou até anos para instalar a linha e usufruir deste "privilégio". Telefone celular? somente empresários podres de ricos possuiam tal aparelho.


Telefonia oferecida pelo governo

 



Fila para uso de telefone público 1991:
Hoje você paga alguns centavos por ligação pra fazer uma ligação interestadual e tá cheio de mimimi... poucos anos atrás se pagava mais de um real por minuto pra fazer uma ligação local. 


      Com a privatização da telefonia, hoje todo brasileiro tem celular, se inscreve em promoções que o permitem falar e enviar torpedos durante o mês inteiro gastando muito pouco.
      Muitas pessoas não sabem disso pois já nasceram na "era pós-privatização", dai ficam achando que a telefonia sempre foi a maravilha que é hoje e então ficam atacando a privatização chamando seus defensores de "entreguistas" e dizendo que o dinheiro que vai para os empresários devia ficar com o governo brasileiro, que o governo pegar de volta a telefonia, estatizá-la e etc.
     O que eles não percebem é que se a estatização acontecer, o governo vai acabar com a concorrência, volta a ter o monopólio, vai cobrar preço alto, oferecer o serviço mais atrasado e porco que quiser e causar exclusão social, pois pessoas com baixa renda não conseguirão ter acesso a serviços tão caros.
     A privatização de empresas numa situação de livre concorrência sempre dá certo, pois as empresas na ânsia de conseguir mais lucro, terão de baixar os preços e oferecer serviços cada vez melhores para atrair a clientela.
    É evidente que o setor da telefonia ainda tem muito no que melhorar, mas em geral o governo é o culpado:

 
A estatização da telefonia ou de qualquer outro serviço, deixa o povo refém do governo!
A privatização em regime de concorrência é a supremacia do consumidor!



______

Nenhum comentário:

Postar um comentário